WP-ThGWU6Yg-LZQP372atnaqZcM Imigrantes Brasil

Vitivinicultura em Caxias do Sul nos primeiros tempos da grande imigração

Um relato do trabalho dos imigrantes italianos nas férteis terra da Serra Gaúcha pode ser conferido no texto de de Cláudio Vinícius Silva Farias, do Programa de Pós-Graduação em Economia, Universidade do Vale do Sinos – UNISINOS. O título do artigo é “A indústria vitivinícola e o desenvolvimento regional no RS: uma abordagem neoinstitucionalista da imigração italiana aos dias atuais".

Imigrantes-Italianos-Colheita-Uvas-Vale-dod-Vinhedos-Serra-Gaucha
“Os primeiros colonos trouxeram consigo mudas de novas variedades de uvas, auxiliando no aperfeiçoamento da qualidade do vinho produzido na região.Passados as duas primeiras safras, que garantiram a subsistência dos colonos, começaram a surgir os primeiros excedentes dos produtos agrícolas e agroindustriais (ainda que de forma rudimentar), dando início a um comércio inter-regional e, logo a seguir, estadual e nacional, a despeito de todas as dificuldades logísticas existentes à época. 

Além dos produtos agrícolas tradicionais da subsistência colonial (milho, batata, trigo, arroz e feijão), as plantações de uvas se adaptaram muito bem ao clima (principalmente as do tipo Isabel), gerando os maiores excedentes entre os produtos da região. 

Em 1883, o cônsul italiano em Porto Alegre relatou: “a videira cresce de modo surpreendente. Já no segundo ano dá uva e no terceiro a colheita é abundante. Segundo afirmações de muitos colonos, foi precisamente esta riqueza agrícola que reteve os nossos imigrantes. Em Conde D’Eu produziu-se em 1881 aproximadamente 5.000 hectolitros de vinho. No presente ano espera-se obter o triplo” (COSTA et al, 1999)”.
Eduardo Fiora- Jornalista, neto de emilianos (Bologna), lombardos (Brescia) e toscanos (Lucca). Desde 1986 escreve sobre a presença italiana no Brasil. Desde 2005 acompanha e escreve sobre o cotidiano do bairro da Lapa, Zona Oeste de São Paulo.
Giornalista, nipote di emiliani, lombardi e toscani.

Imigrantes Italianos e a Uva

Megan Crafton de 22 anos acusada de manter relações com garoto de 17 dentro do carro

Megan Crafton, 22 anos,  treinadora de torcida de um time de basquete em Shelbyville, Indiana,  foi acusado de atrair um estudante  e jogador do time de apenas 17 anos em seu carro. 

Crafton foi presa em junho do ano passado e foi acusada de seduzir o rapaz, depois de a polícia local receber informações sobre o seu relacionamento com o estudante do sexo masculino. Recentemente ela fez um acordo judicial para abrandar sua pena.

A garota que originalmente fora acusado de sedução infantil, como parte de seu acordo judicial a acusação foi alterada para a divulgação da matéria ou a realização de desempenho prejudicial aos menores. Pelo novo acordo  ainda continua crime, mas Crafton não será registrada como um agressora sexual.

Crafton admitiu à polícia a realizar práticas oral em um então estudante de 17 anos de idade na Escola de Shelbyville onde ela estava trabalhando dentro de seu carro.

Inicialmente Crafton admitiu manter relações  com o aluno, mas argumentou que não era ilegal, já que ela não era uma professora. De acordo com autoridades que foi atrás dela porque ela trabalha para Shelbyville High School sempre  será ilegal os adultos a manterem relações  com alguém menor de 18 anos.





Fonte:Huff Post

Papa Francisco está chegando e os olhos do mundo se volta ao Brasil e a JMJ

No seu regresso a casa para a América do Sul como papa, Francisco vai encontrar não só os católicos o desejo de um líder que entende-los, mas também os céticos e desiludidos.

O primeiro papa das Américas, fazendo o que muitos esperam será um retorno triunfante ao seu continente natal, vai encontrar uma enorme audiência que reflete tanto a esperança de uma mudança na Igreja Católica Romana e um profundo ceticismo e desequilíbrio social que enviou centenas de milhares de pessoas para as ruas em protesto.

O argentino Papa Francisco, em sua primeira viagem ao exterior desde sua eleição, em março, chega nesta segunda-feira no maior país católico do mundo, o Brasil, onde vai andar pelas Estações da Cruz no brilhante Praia de Copacabana e visitar uma favela tão pobre e violento às vezes que é chamada de Faixa de Gaza.



As expectativas são elevadas. Muitos católicos acreditam que a decisão dos líderes da igreja para compor o seu novo papa do Novo Mundo sinalizou uma determinação para obter escândalos do passado debilitantes do Vaticano e uma tentativa de recapturar a devoção de milhões de pessoas que abandonaram ou tornar-se desiludido por uma igreja cada vez mais distante.

Francisco, o ex-cardeal Jorge Mario Bergoglio de Buenos Aires, teve seu nome papal de São Francisco, conhecido por viver em solidariedade com os pobres.

"Este novo papa é muito importante, não só por causa do que significa ter um papa chamado Francisco, mas porque ele é de um país que é como o Brasil e ele deve entender-nos", disse Maria das Dores, 71, uma aposentada do estado do Ceará.

Mas o catolicismo está em declínio no Brasil, corroída pelos evangélicos protestantes que fizeram incursões profundas, bem como pela apatia em relação ao que muitos viram como uma igreja desinteressada que não aborda os graves problemas que enfrentam os brasileiros, especialmente os pobres.

Adicionado a isso, recentes manifestações, demandas enormes e muitas vezes estridente mais uma ladainha de queixas,  têm galvanizado a população que pode ter sido uma vez mais receptivos a visitar opontífice.

"Por que precisamos de o papa aqui? Eles estão gastando muito dinheiro em sua segurança que deve ir para os nossos hospitais", disse Barbara Silveira, uma dona de casa de 41 anos de idade, que foi criado como católico, mas agora freqüenta serviços evangélicos.

"Se eles pensam tê-lo fisicamente aqui para fazer com que as  pessoas voltem para a igreja, eles estão errados", disse ela.

Isso, na verdade, é um dos principais objetivos. E se alguém pode conseguir isso, pode ser Francisco .Em contraste com a erudita e distante Papa Bento XVI , a quem sucedeu Francisco, o novo pontífice, um jesuíta, é conhecido por suas formas simples, humilde e ênfase sobre os pobres.

"O papa conhece profundamente como é a igreja  na América Latina e que a América Latina é a" voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, disse na semana passada, em entrevista a um jornal brasileiro. "Este pontificado é muito claro sobre a atenção aos pobres, a injustiça, por direitos e por uma visão de fé que é uma fé ativa, por caridade e solidariedade".

O papa Francisco, sem dúvida, é  cumprimentado por adorar  jovens peregrinos que vieram de todo o mundo para a Jornada Mundial da Juventude, um encontro anual de jovens católicos. 

"Ele vai ganhar as pessoas mais com seu carisma", disse Rafael Barreiros Farias, 18 anos, estudante."Ele acredita em trazer a igreja mais perto das pessoas, e ele já foi capaz de fazer isso."

Juan Carlos Gutierrez, 21, um trabalhador porto de Guayaquil, Equador, elogiou o estilo simples de Francisco, o uso do ônibus em vez de limousines, a sua recusa a viver na cobertura papal.

"A igreja vai crescer sob este papa. Ele é um personagem muito atraente para os jovens católicos, porque ele se mostrou humilde e simples nas formas que outros não têm", disse Gutierrez. "A Igreja não pode mudar, mas as coisas dentro dela pode ser purificado."

Francisco, exalando sua flutuabilidade de costume, apareceu novamente animado domingo estendendo a mão para os jovens. "Haverá muitos jovens lá de todas as partes do mundo!" ele disse  durante sua aparição regular domingo na Praça de São Pedro no Vaticano. "E eu acho que você poderia chamar isso de Semana da Juventude, sim, de fato, a Semana da Juventude!"

Partindo de seu texto, ele apontou para um banner realizada por alguém que entre os milhares que se aglomeram na praça. Ele disse: "Buon viaggio!" - "Tenha uma boa viagem!"

De acordo com os seus esforços para manter um estilo humilde e discreto, Francisco decidiu renunciar ao papamóvel blindado e fechado e, em vez andar pelas ruas e praças do Rio de Janeiro em um jipe ​​aberto. Embora isso possa agradar às multidões, deverá ultrapassar um milhão de pessoas, criou uma grande dor de cabeça para os agentes de segurança, especialmente porque alguns dos grupos por trás dos protestos está planejando novas manifestações programadas para a visita do papa.

Lombardi minimizou preocupações, dizendo que o papa estava "sereno" sobre a viagem e confiante nas medidas tomadas pelo título brasileiro e o Vaticano. Brasil teria dobrado de segurança para 28 mil pessoas após os protestos espalhados por todo o país.

Edward Snowden ainda não pediu asilo à Rússia diz imigração

Funcionários da imigração da Rússia disseram neste sábado que não receberam até agora uma solicitação de ex-agente da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês), Edward Snowden, que deseja ganhar asilo no país.

Snowden chegou ao aeroporto internacional Sheremetyevo de Moscou no dia 23 de junho a partir de Hong Kong, planejando aparentemente pegar um voo para Cuba. Mas ele não pegou o voo e acreditava-se que ele tenha passado as últimas três semanas na área de trânsito do aeroporto.


Na sexta-feira, ele se reuniu com ativistas de direitos humanos e disse que buscaria asilo na Rússia, pelo menos como um medida temporária antes de ir para a Venezuela, Bolívia, ou Nicarágua - todos os três países ofereceram asilo a ele.

Mas, segundo a agência de notícias Interfax, o chefe do serviço de Imigração da Rússia, Konstantin Romodanovsky, disse que nenhum pedido de asilo foi recebido até este sábado. A agência de notícias estatal RIA Novosti informou também que a porta-voz do serviço de imigração, Zalina Kornilova, afirmou que nenhum pedido de asilo foi recebido. Fonte: Associated Press.

A influência da imigração Francesa no Brasil

Os imigrantes Franceses que aqui chegaram, eram na maioria agricultores, que com a falta de oportunidades em sua terra natal vinham em busca de novos horizontes. Aproveitando o incentivo do governo, migraram para o Brasil, instalaram-se em colônias e desenvolveram suas modernas técnicas de produção.

Os primeiros imigrantes franceses chegaram ao Brasil na segunda metade do século XIX, não há registros precisos da data de chegada, dirigiram-se para a colônia de Benevides, numa área de 195 km, na região metropolitana de Belém do Pará.

Visite : https://www.facebook.com/ImigrantesBrasil

Em 7 de julho de 1873, o governo imperial concedeu 6 léguas de terras na estrada de Bragança para concessão de lotes de terra aos imigrantes franceses.

No Brasil, a maioria da imigração envolveu uma população expropriada e empobrecida. No caso dos imigrantes franceses, as famílias tinham um bom padrão de vida, viviam da agricultura e da produção de vinho.

No sul do país, a vinda de frades franceses tem início no século XIX, quando o Bispo Don Claúdio José Gonçalves Ponce de Leão solicitou ao General dos Capuchinhos, em 30 de julho de 1893, a vinda de frades para atender as comunidades católicas formadas por imigrantes italianos e alemães recém chegados ao país. A missão que se transferiu para o sul do país era formada por professores e estudantes de Filosofia e Teologia.

Foi o francês Amadeo Gustavo Gastal que, em 1878, introduziu no sul do Brasil a produção de pêssego. Utilizando equipamento importado, ele elaborou as primeiras compotas da fruta, em seu estabelecimento, chamado Bruyères. Os primeiros pomares surgiram nessa época.

Em Rio Grande uma das mais significativas contribuições dos franceses foi a realização das obras de melhoramento da Barra e construção do porto. As operações desenvolvidas pela “Compagnie Française du Port de Rio Grande do Sul”, que tiveram início em 1908 tinha como responsável o engenheiro francês Quellenec, especialista em obras marítimas.

Em 15 de novembro de 1915, autorizada pelo Governo Federal, a C.O Francesa inaugurou o primeiro trecho de 500 metros de cais do Novo Porto, compreendendo 3 armazéns para mercadorias, servidos por guindastes elétricos, um depósito para carvão, servido por dois transbordadores elétricos, linhas férreas, etc.

O Porto do Rio Grande é hoje o escoadouro natural das riquezas do estado e do país, e a porta de entrada dos bens e insumo necessários ao desenvolvimento. Único porto marítimo do estado, o Porto do Rio Grande é definido como o principal pólo do Corredor de Exportação do Extremo Sul.

A França sempre foi vista como o país da cultura, da boa música, do requinte de sua culinária, do ensino de qualidade e dos hábitos e costumes refinados.

Em Rio Grande uma das mais expressivas contribuições francesas podem ser acompanhadas através da educação, quando os Irmãos Maristas chegaram a cidade, por volta de 1913 e assumiram as instalações do antigo Colégio Sagrado Coração de Jesus, hoje Colégio São Francisco, que era mantido pelos Padres Jesuítas e que havia encerrado suas atividades em 1913 com 140 alunos matriculados.

As educação Marista é uma proposta herdada do francês, São Marcelino Champagnat, cuja filosofia está voltada para a formação integral do cidadão, alicerçada nos valores da amizade, do respeito, da solidariedade e do crescimento espiritual. E como missão: fé, cultura e vida à luz do evangelho.

A culinária francesa é considerada a de estilo mais elegante e refinado do mundo. As técnicas francesas de cozinhar tem exercido grande influência em quase toda a culinária ocidental. Quase todas as escolas de culinária usam a cozinha francesa como base.

A cozinha francesa pode ser dividida em: Cuisine du terroir; Cuisine nouvelle e Cozinha burguesa.

A cozinha burguesa inclui todos os partos clássicos franceses que foram adaptados ao longo dos anos, para atender ao gosto mais refinado. Inclui molhos ricos à base de creme e algumas técnicas complexas de cozinhar.

A cuisine du terroir cobre as especialidades regionais com foco forte nos produtos de qualidades locais e na tradição camponesa.
A cuisine nouvelle caracteriza-se por pratos preparados em menor tempo, menor porção, além de serem mais leves e apresentados de forma refinada e decorativa.

Digite email e receba notícias Grátis:


FeedBurner

Abertas inscrições para concurso da rainha da Oktoberfest em Blumenau

ATENÇÃO >> Professores britânicos criam fórmula matemática para ganhar na loteria

Estão abertas até dia 31 de julho as inscrições para o concurso que escolherá a rainha e as princesas da Oktoberfest 2014, em Blumenau. Em 2013, a festa ocorre de 3 a 20 de outubro. A escolha da nova realeza será no último dia de festa, às 20h. 

Para se candidatar, as moças devem seguir alguns pré-requisitos, entre eles ter 21 anos completos ou completar até o dia 31 de dezembro de 2013. Também é exigido que a candidata seja cidadã blumenauense ou resida em Blumenau há pelo menos dois anos, seja solteira, não tenha filhos e não esteja grávida. Além disso, a candidata deve ser pelo menos 1,65m de altura. O regulamento do concurso está disponível no site da festa. 


Serão eleitas a rainha, a 1ª princesa e a 2ª princesa. As escolhidas terão mandato com duração de um ano. Elas serão avaliadas pela postura e desenvoltura na passarela. Também será observado o corpo, a capacidade de comunicação, beleza e simpatia. Além disso, todas as candidatas vão discursar sobre a Oktoberfest, com temas ligados a cultura, história, arte, turismo ou economia de Blumenau. 

As moças eleitas receberão como prêmios faixa, coroa, brindes dos apoiadores e patrocinadores e R$13,2 mil, divididos em parcelas pagas mensalmente. 

A rainha da 30ª Oktoberfest é Shirlene Reichert. Cíntia Daniela Galz é 1ª princesa e Bruna Daniela Eyroff é a 2ª princesa.



Leia também: 
                      
                     

PEC 37 é rejeitada no Congresso Nacional depois de pressão popular

Os deputados federais derrubaram na noite desta terça-feira (25), em decisão quase unânime, o Projeto de Emenda Constitucional número 37/2011, conhecido como PEC 37, de autoria do deputado federal e delegado Lourival Mendes (PT do B-MA). A matéria era uma das propostas polêmicas em tramitação no Congresso Nacional que estavam na mira de protestos na onda de manifestações pelo Brasil.

Ao todo, foram 430 votos pela derrubada da PEC, contra nove favoráveis à proposta e duas abstenções.




Batizada por seus adversários como "PEC da Impunidade", a medida retiraria o poder de investigação dos MPEs (Ministérios Públicos estaduais) e do MPU (Ministério Público da União). Bancadas inteiras de partidos como PT, PPS, PTB, PSDB e PSDB votaram pela rejeição da PEC.

Entre as investigações que sairiam da alçada dos MPs estão as que se referem a desvio de verbas, crime organizado, abusos cometidos por agentes dos Estados e violações de direitos humanos.

De acordo com o trecho que se pretende incluir na Constitui, "a apuração das infrações penais de que tratam os parágrafos 1º e 4º deste artigo (144), incumbem privativamente às polícias federal e civis dos Estados e do Distrito Federal, respectivamente".

Imigrante português abusa de menina de 12 anos e foge do Reino Unido

De acordo com o jornal Birmingham Mail, Antonio Pedro Alves ,de 41 anos, foi condenado à revelia. Fugiu antes do inicio do julgamento, depois de ter sido libertado sob fiança e de ter ficado com o passaporte.

O cidadão português António Pedro Alves, condenado à revelia pela justiça britânica pelo abuso de uma menina de 12 anos, está em fuga depois de ter sido libertado sob fiança e autorizado a manter o passaporte.

A notícia é avançada nesta terça-feira pelo diário britânico The Telegraph, que relata a história: António Pedro Alves, de 41 anos, atraiu uma menina de 12 anos a um parque de estacionamento onde a agrediu sexualmente, depois de ter mantido contato com ela online durante seis meses, fazendo-se passar por um rapaz de 15 anos.


O cidadão português deveria ter ido a tribunal em Stafford na semana passada, mas não compareceu no julgamento de dois dias, depois de ter sido libertado mediante o pagamento de fiança.

O júri condenou-o à revelia por violação e os promotores de justiça da Coroa revelaram que está a ser preparado um mandado internacional de captura, que será emitido num prazo de 14 dias, por se recear que Alves tenha fugido para o estrangeiro.


O tribunal de Stafford ouviu que Antonio Pedro Alves fingiu durante seis meses ser um adolescente amante de desporto para atrair a sua vítima, na rede social Bebo, acabando por combinar encontrar-se com ela no parque de estacionamento de um supermercado em Cannock, Stafford, onde se apresentou como um parente do rapaz a quem este tinha pedido que fosse ao seu encontro, porque estava atrasado.

A menina suspeitou dele e tentou fugir, mas Alves arrastou-a para dentro do seu veículo e violou-a.


Ela contactou a polícia pouco depois do ataque, em dezembro de 2011, e o cidadão português foi detido em janeiro de 2012 e os seus computadores foram apreendidos.

Um júri considerou Antonio Pedro Alves culpado da acusação de violação, depois de ouvir o testemunho da vítima em tribunal, e absolveu-o de uma segunda acusação.

Um amigo próximo da família da vítima indicou que esta ficou indignada com o fato de Alves ter sido autorizado a manter o passaporte quando foi libertado sob fiança, afirmando: "Parece impossível que um estrangeiro acusado de violar uma criança tenha sido libertado sob fiança enquanto enfrentava acusações tão graves."

"Aparentemente, ele tinha sido avaliado e não parecia representar risco de fuga. Mas agora receamos que tenha fugido para o estrangeiro, provavelmente para Portugal," comentou.